Espaço de coexistência harmoniosa entre a natureza e seres humanos.

O Reservado é um espaço autônomo que trabalha na produção de alimentos para o corpo e a alma, pelaTerra e pela Arte.

Fique sabendo dos nossos cursos e eventos!

  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube

© 2019 por Reservado Agreocológico Cajuzeira. Orgulhosamente criado com Wix.com

O RESERVADO

O Reservado é um espaço autônomo que trabalha na produção de alimentos para o corpo e a alma, pela Terra e pela Arte.

 

Tem suas atividades voltadas para coexistência humana com a Natureza, seguindo princípios da Agroecologia na perspectiva da Agricultura Sintrópica, Agrofloresta, Permacultura, Saberes Tradicionais e Ancestrais, com estratégias de adaptação pela Pedagogia Curativa.

 

Participa dos novos Movimentos para restauração do Planeta tendo como base os princípios  evolutivos do humano que trabalha na terra, observa, cuida e busca formas saudáveis de viver junto à ela. 

Um reverenciar do ancestral que semeia, planta, colhe e agradece com cuidado, amor e arte a grande mãe.

São 400 hectares, no Parque Nacional da Chapada Diamantina, Bahia, Brasil. Localizada a 15km da cidade de Lençóis e 5km da comunidade quilombola do Remanso.  Divisa de um lado com o Rio Santo Antônio e de outro com o Rio São José. Inserida na APA Marimbus Iraquara, a maior parte de sua área (75%) composta de Matas, Gerais e áreas de amortização do Parque. Os outros 25% são de Capoeira e Pastos onde está o Espaço Coletivo, com hospedaria, sistemas agroflorestais e toda a infra estrutura de trabalho. Nesta área também esta localizada a Célula de Carol.

QUEM SOMOS

Carolina Marques: agroecologista, designer agroflorestal , pesquisadora  e aromatologista em formação. Nascida em 1962 em Feira de Santana- BA, formou-se em Medicina Veterinária pela UFBA em 1985. Iniciou seus trabalhos em agroecologia participando da criação do Centro de Tecnologias Alternativas da Zona da Mata- CTA-ZM em Viçosa, Minas Gerais em 1987, integrante da Rede Nacional de Projetos em Tec. Alternativa PTA. Se mudou em definitivo para Lençóis em 1993, quando trabalhou como consultora de projetos Agroecologicos, e em 1995 criou  a ONG Avante Lençóis, para formação de crianças e jovens da comunidade. Sempre morou na zona rural mas  em 2005, buscando seu sonho de viver e trabalhar na terra, comprou a fazenda, que hoje é o Reservado Agroecológico Cajuzeira, onde mora desde 2008.

Felipe Caltabiano: Engenheiro Agrônomo, produtor rural e consultor. Há mais de 9 anos trabalha com sistemas agroflorestais, tendo estudado com Ernst Götsche JuãPereira e, portanto, baseando seu trabalho nos princípios da Agricultura Sintrópica. Como produtor rural e consultor, sempre trabalhou com sistemas agroflorestais, com foco em produção de hortaliças, frutas e aves

Lucas Dias e Caio Souza são moradores da Comunidade Quilombola do Remanso, tem formação prática em sistemas agroflorestais e trabalham na fazenda no manejo, capina, máquinas e irrigação e manutenção geral.

Maris Murphy é canadense e mora na Comunidade do Remanso desde 2009 quando veio participar do programa de cooperação da fazenda. Conceição Dias também moradora do Remanso e junto com Maris, gerencia a Hospedagem da Fazenda.

HISTÓRICO

A Fazenda Cajuzeira existe desde 1909 e foi adquirida em parte por Carolina Marques em 2005. e desde então aconteceram muitas mudanças no local.

Entre 2006 e 2007 foi a época de reconstrução da casa e estruturação do entorno, vieram também os primeiros moradores, os cavalos Avião e Vento Branco.

Em 2008, devido à seca ouve um grande incêndio na Chapada Diamantina, que queimou toda a fazenda, apenas a sede sobreviveu.

Em 2009 nos reestruturamos novamente com água encanada do reservatório de água da chuva e começamos a fazer parte rede de fazendas orgânicas WWOOF e receber cooperantes do mundo todo, que fazem parte da inspiração para o Projeto. Também iniciamos o apiário com abelhas africanas e européias. Depois reformamos a Casa do Povo da Terra, para receber melhor os cooperantes e visitantes. Buscamos água do Rio Santo Antônio, pois com a seca a água da chuva não era mais suficiente. Abrimos um veio de acesso ao rio e um poço de água potável. Instalamos energia solar para bombear água do rio.

Em 2013 fizemos o zoneamento da fazenda com estabelecimento das áreas de recuperação da mata, área de floresta nativa, bosque dos Dendês e Jenipapo, bosque das Copaíbas, pastagem, roça, espaço de moradia e hospedagem. Construção do galpão de transformação dos resíduos sólidos com Lucas do Remanso e a equipe de cooperantes Pipoca.

Em 2014 demos início da parceria com Seu Antônio do Remanso para a plantação da roça de aipim, mandioca, cabaça, andu, abóbora, melão, melancia, milho. Reforma e reorganização da sede da fazenda para tornar-se o Espaço dos Sentidos, local para realizar eventos e receber as pessoas que estão em busca de autoconhecimento.

Desde de 2015 realizamos o Curso de Agrofloresta (inicialmente Agroecologia), em parceria com Felipe Caltabiano, que tem nos trazido grandes parcerias e realizações.

2017 foi um ano agitado, além do Curso tivemos o Samba do Mato em abril. Finalizamos a cozinha coletiva e despensa de especiarias, reservatório suspenso de água e novos quartos para hospedagem cooperativa. Em setembro Carolina e parceiros do Reservado foram até Moçambique, participar do Curso de Agrofloresta e Agricultura Sintrópica com Ernst Gotsch. Logo depois, tivemos a Oficina de Saboaria de Raiz e Cosmetologia Natural, com Angélica Ribeiro, em novembro. Finalizamos o ano Cantad0 n0 Tamb0r & R0da de F0gueira com amigos e familiares.

E assim seguimos.